MINHA VIDA

MINHA VIDA
NOSSO MONTINHO PERFEITO

NOS ACOMPANHE!!!

Quantos passaram por aqui

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

“Nossa! E como foi quando você recebeu a notícia?”

Meus filhos vão fazer 6 anos o mês que vem e durante esses 72 meses, mais o período da gravidez, respondi as mais diversas perguntas e ouvi todo tipo de comentário, mas o que mais me perguntam assim que conto que tenho quadrigêmeos é: Nossa! E como foi quando você descobriu?
Realmente, receber essa notícia, não foi a melhor coisa da minha vida. Até digerir, aceitar e me preparar para a nova vida que teria, precisei de alguns meses.
Quem acompanha o blog, sabe que não fiz tratamento e nem estava tentando há muito tempo. Havia parado a pílula dia 05 de fevereiro de 2009 e, dia 27 de março, descobri que estava grávida de quase 5 semanas!
Naquele momento, foi apenas um teste de farmácia, nem sonhava o que estava por vir.
No dia seguinte, um Beta HCG com contagem de 1860, me diria que eu tinha mais que um bebê, mas não esperei para falar com o médico, porque já tinha marcado consulta com o meu ginecologista.
Primeira consulta, primeiro ultrassom e a notícia (não muito bem recebida) de que eu estava grávida de gêmeos!!! Por ter visto 3, mas não ter dado a notícia, ao perceber minha reação não tão positiva, pediu que eu fosse em um laboratório fazer um novo ultrassom. Neste dia dos "gêmeos", meu marido não estava presente, dei a noticia pelo telefone.
Dois dias depois, fomos juntos ao laboratório e foi o dia que TUDO, absolutamente TUDO mudou!
Estávamos ansiosos para confirmar, ainda na esperança dele realmente estar errado, que era apenas 1 bebê. Não estávamos preparados para gêmeos. Tinha horários totalmente malucos no trabalho por causa de fechamentos, financeiramente abalaria demais nossa vida, enfim, o sonho de muita mãe, naquele momento, não aparecia realmente como um sonho pra gente!
Assim que começou o exame, ele logo perguntou se eu havia feito tratamento. Respondi que não, mas ele continuava insistindo, perguntando se eu tinha certeza (oi???), pois não estava acreditando na minha resposta, claro!
Expliquei que meu médico viu 2 e estava em dúvida, por isso pediu para eu confirmar.
Ainda sem acreditar em mim e sem o menor tato, ele disse: “Sim, ele estava errado, não são dois, são 4!!!! Então mostrou os 4 sacos gestacionais!
Naquele momento, meu marido continuou olhando para a tela, sem reação, a enfermeira que acompanhava o exame teve um acesso de riso e saiu da sala e eu achei que o médico estava de brincadeira. Confirmado que ele estava falando sério, pedi para encerrar o exame.
Reações ao sair da sala:
-       choro de soluçar e desespero.
-       me revoltar com a enfermeira que já havia contado para as colegas e apontava para a gente, fazendo comentários baixos.
-       Convencer minha mãe que eu não estava mentindo e que estava desesperada, pois achava que minha vida tinha acabado, que não daria conta…
-   Convencer meu pai que eu tinha certeza que não havia feito tratamento e que não era comum as mulheres engravidarem de 4 e depois perderem alguns, até que descobrem a gravidez um pouco mais tarde e estão apenas com 1 bebê. (oi?????)
-       Fugir para o trabalho pra tentar esquecer um pouco isso, espairecer e começar a digerir a ideia.
-       Provar para todos no trabalho que era verdade, pois era primeiro de abril e as pessoas achavam que eu estava com alguma pegadinha.
-   Começar a responder as perguntas mais malucas e sem noção que já ouvi!

E foi assim que recebi a notícia que transformaria radicalmente a minha vida!