MINHA VIDA

MINHA VIDA
NOSSO MONTINHO PERFEITO

NOS ACOMPANHE!!!

Quantos passaram por aqui

terça-feira, 24 de outubro de 2017

ACERTAR, ERRAR, SURTAR E AMAR MUITO... EM 8 ANOS!!!

(JÁ PASSOU, FOI DIA 28/09, MAS SO HOJE DESCOBRI QUE NAO TINHA CARREGADO, ENTÃO DECIDI POSTAR ANTIGO MESMO.)
Lembra daquele filme "De repente 30"?
Pode parecer clichê falar isso, mas é exatamente essa a sensacão que tenho, quando penso que essa semana eles irão completar 8 anos!!!!
Não passo 1 mês sequer, sem ter que contar para alguém como foi quando descobri a gravidez, sem ter que explicar como eu me virei com eles bebês, como não enlouqueci, quantos quilos eu engordei, entre tantas outras perguntas. Essas lembrancas são tão vivas, que custa acreditar que lá se foram 8 anos.
Não vou mentir, nenhum segundo, que foram anos fáceis. Não foram! Muito pelo contrário, foram anos difíceis, porque tudo que é novo é um desafio, mas no caso de quadrigêmeos, um desafio gigante, que muda a todo momento, sem que a gente tenha tempo para pensar ou se adaptar. Sempre brinco que criar filhos, é como um difícil jogo de video-game: quando você descobre todos os truques e conquista todas as armas, muda de fase para uma mais difícil, que você vai ter que aprender novos truques, porém tem as armas que trouxe da fase anterior.
Nesse tempo todo, mudei de casa 5 vezes, incluindo uma mudanca de cidade, parei de trabalhar fora, me dedicando 100% aos filhos e alguns % que encontrava dedicava ao trabalho home office, tive 23 (siiim 23!!!) babás, algumas tiveram passagem tão relâmpago que nem lembro o nome. Tive alguns sustos de hospital, João Pedro teve crise de laringite que o levou para a UTI + longo período de internacão, algumas idas correndo para o PS, muuuuuitas viroses com o início da vida escolar, alguns pontos em episódios malucos, como a cúpula do poste cair na cabeca do JP e a Bibi pular na piscina e abrir o queixo, quando o meu caminhão de mudanCa estava enconstando.
Já fizemos praticamente um bate e volta para o Rio, para participar do programa Encontro. Aliás, já participamos de N matérias, comeCando com uma série do Fantástico, que mostrou o início da nossa história, desde a minha gravidez.
Fizemos beeeeem mais viagens que eu imaginava quando estava grávida, incluindo viagens de avião, que comeCou aos 6 meses, saímos infinitas vezes mais do que eu imaginava quando estava grávida, foi bem mais prático do que eu esperava. Já dei muita risada das enrascadas que enfio a família, questiono quem teve a brilhante ideia, sabendo que a ideia foi exclusivamente minha; recebemos papai noel em casa, fizemos patas de coelhinho, escondemos ovos de páscoa, voltamos, junto com eles, para o fascinante mundo da fantasia infantil.
Já pensei em sumir mil vezes, já chorei escondida no banheiro, dentro do carro, na cama... Já chorei de rir com eles, já deixei pintar meu rosto com guache, já pulei na piscina fria, desci no tobogã, andei de carrossel, enfim, me tornei A MÃE DO QUARTETO!
Como diria o Roberto, São Tantas EmoCões.
Cresci, aprendi, amadureci, vivo me moldando, para acompanhar as mudanCas deles, errando tentando acertar, acertando em muitas vezes que já tinha desacreditado, mas sempre com a certeza que sou a melhor e a pior mãe na medida certa, pois sou a mãe que cada um precisa ter.
Só posso agradecer por ter cada um deles, por ter vencido esses rápidos 8 anos e pedir para andar um pouquinho mais devagar, pois ainda não estou com armas suficientes para passar de fase e enfrentar a adolescência.
Parabéns filhos, da nossa maneira, juntos, estamos vencendo!