MINHA VIDA

MINHA VIDA
NOSSO MONTINHO PERFEITO

NOS ACOMPANHE!!!

Quantos passaram por aqui

quarta-feira, 6 de maio de 2015

ALIMENTAÇÃO NA GESTAÇÃO

por. Lara Natacci

A gestação determina um aumento das necessidades nutricionais da futura mã, não só para corresponder as suas necessidades, como também as do feto. Embora uma mãe desnutrida possa gerar uma criança sadia, estudos de nutrição em mulheres durante a gestação, tem mostrado uma relação definitiva entre a dieta da mãe e as condições do bebe ao nascer.
É recomendada uma cota energética adicional diária de 300 calorias, para satisfazer o gasto energético da gestante. A ingestão de todos os nutrientes deve ser aumentada, porém, é importante lembrar, que a mãe não precisa se alimentar por dois, apenas mudar a alimentação e ingerir as 300 calorias extras.
Segue abaixo uma relação dos tipos de alimentos e a quantidade a ser consumida diariamente:
  • Leite e derivados: 5 porções  (1 porção = 1 copo de  200 ml de leite ou 1 copo de iogurte ou 1 pedaço médio de queijo ou 1 colher de sopa de requeijão)
  • Carnes: 2 porções ( 1 porção = 1 bife médio de carne de boi, frango, peixe, peru ou 2 ovos cozidos)
  • Pães e cereais: 5 porções (1 porção = 1 pãozinho ou 2 fatias de pão de forma ou 2 colheres de sopa de arroz ou outro cereal ou 1 batata media)
  • Leguminosas: 2 porções ( 1 porção = 2 colheres de sopa de leguminosa)
  • Verduras: 2 porções (1 porção = 3 colheres de sopa de verdura cozida ou 1 prato de sobremesa raso de verdura crua)
  • Legumes: 2 porções ( 1 porção = 3 colheres de sopa de legume)
  • Frutas: 3 porções (1 porção = 1 unidade)    
Eventualmente podem ser consumidos alimentos como bolo, chocolates e doces, mas com uma frequência semanal, pois a gordura e o açúcar em excesso se tornam prejudiciais, pela alta incidência de vomitos e fazem com que a gestante ganhe alguns quilos a mais do que deveria, acarretando uma certa dificuldade em perde-los após o parto.

VOMITOS

Durante o primeiro trimestre da gestação, a futura mãe poderá sofrer náuseas. Certos alimentos que antes eram consumidos sem dificuldade, agora podem provocar desagrado (as gorduras são causas comuns de distúrbios). Os líquidos tomados às refeições, também podem precipitar o vomito. Dica: A ingestão de torradas ou alguns biscoitos tipo cracker ao acordar, pode ajudar a eliminar o enjôo.
Refeições pequenas e constantes, consistindo de alimentos como cereal bem cozido, torrada com geleia, batatas assadas e biscoitos salgados, servidos a intervalos de 2 horas, em geral, são bem tolerados inicialmente.
Os líquidos devem ser tomados entre as refeições, mas não durante as mesmas. O leite desnatado pode ser mais bem aceito que o integral.
Frequentemente, a náusea desaparece no meio do dia e a mulher poderá preencher suas necessidades nutricionais pelo aumento da ingestão de alimentos durante a tarde, no jantar e antes de dormir. Se o vômito persistir e tornar-se nocivo, haverá necessidade de cuidados médicos.

maiores informações - www.dietnet.com.br